Para crescer, paramos de falar na crise econômica