Só cinco de 50 segmentos ficam no azul em 2016